sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Decisão de milionária de ajudar Lula revolta paneleiros e coxinhas que pensam que são ricos


Decisão de milionária de ajudar Lula revolta brasileiros que pensam que são ricos. 
Por Joaquim de Carvalho

Vista de longe, a neta do banqueiro suíço Roberta Luchsinger poderia ser confundida com uma batedora de panela, dessas que gravam vídeo para dizer “sou rica, sou rica”, têm horror a pobres e fingem se importar com eles.

Roberta foi educada pelas melhores escolas, costuma se deslocar de helicóptero e recebia do avô banqueiro uma mesada de 28 mil francos suíços, o equivalente a 97 mil reais, segundo informa a jornalista Eliane Trindade, em sua coluna na Folha.

A família de Roberta foi alvo de texto até de João Doria Júnior, que tem um faro especial para negócios que envolvem milionários — em 2016, em sua coluna na revista Istoé, Doria escreveu sobre uma disputa por herança na família.

Só que Roberta não é como seu pares no Brasil, meritocratas da boca para fora, que não largam a teta do Estado. Não é tampouco bolivariana, socialista ou comunista. É alguém que entendeu a importância das políticas de inclusão social no Brasil.

“Esse ódio exacerbado contra os partidos de esquerda, principalmente contra o PT, chegou ao ponto de cegar parte da sociedade. Virou moda se referir a Lula como ladrão”, afirmou ela à Folha.

“Esses que hoje o demonizam se esquecem de que Lula foi bom para os pobres e também para os ricos e deixou a Presidência com 90% de aprovação”.

Roberta é filiada ao PCdoB, partido que conheceu quando esteve casada com o ex-delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz, que foi deputado. Mas não segue a cartilha marxista, como de resto o PCdoB e a maior parte dos partidos de esquerda — Marco Aurélio Garcia, que foi um influente conselheiro de Lula, já dizia que ficaria de joelhos agradecendo a Deus se, pelo menos, o Brasil se aproximasse da social-democracia.

O casamento de Roberta terminou de maneira rumorosa, com a declaração dela de que foi traída pelo ex. “Cansei de ser chifrada”, disse à Veja. Roberta, no entanto, soube separar as coisas e hoje continua apoiando o ex-delegado, asilado na Suíça por conta de uma condenação Brasil, por desvio funcional no caso da operação Satiagraha, que prendeu o banqueiro Daniel Dantas.

Roberta também permaneceu filiada ao PCdoB, partido de Protógenes, e só separou depois da campanha de 2014, para não atrapalhar a campanha à reeleição do então marido.

Sua página no Facebook revela um pouco do que pensa. Ela postou uma reportagem sobre o prefeito de São Paulo e escreveu: “Doria e seu sonho de ser o Lula”. Crítica da Lava Jato e ironizou a notícia de que Adriana Ancelmo, depois de presa, se separaria do ex-governador Sérgio Cabral: “Acabou a mamata, acabou o amor… será que algum dia ele existiu?” Chamou o impeachment pelo que é: golpe.

Na rede, não deixa de falar de suas preferências pessoais, como vestido de casamento e música.

Roberta namorou o ex-prefeito de Jaguariúna, depois da separação de Protógenes, se preparou para desfilar em escola de samba e planejou escrever um livro para dar dicas de gastronomia para quem quer emagrecer – ela disse que perdeu mais de 30 quilos mudança de hábitos alimentares.

Aos 32 anos, Roberta, no campo pessoal, tem sonhos e planos como toda mulher da sua idade. O que a difere é a sensibilidade social. Depois que anunciou que doaria 500 mil reais a Lula e sugeriu uma vaquinha, foi criticada por gente que acredita pertencer ao mesmo mundo que ela.

Roberta: o dinheiro é dela, mas os coxinhas querem decidir como deve gastar.
“Que tal doar para mim também? Perdi quase tudo que meu suor conquistou com as trapalhadas dos socialistas. Aceito $ 100.000,00. Já ajuda”, escreveu um deles na rede social. Os outros vão na mesma linha. São provavelmente da mesma massa que se informa pelo Jornal Nacional e não entenderam nada sobre o que foi governo Lula nem sobre os propósitos de Roberta.

Roberta acredita que, com o golpe que derrubou Dilma, o Brasil foi na contramão da história e isso é ruim para os negócios. Para ela, o país precisa reduzir a desigualdade social para crescer e não cortar direitos sociais, que, no curto prazo, beneficiam apenas uma parcela muito pequena da sociedade.

“Independentemente de (Lula) ser ou não candidato, este dinheiro vai permitir a Lula sair pelo Brasil espalhando esperança. Não podemos perder a crença na política. Precisamos de união”, disse.

Os críticos de Roberta, seguidores do Pato da Fiesp, se comportam como os brancos pobres da época em que a sociedade ainda era escravocrata. Repetem o que ouvem e acham que são ricos. Não passam de massa de manobra de uns poucos brasileiros. Quem conhece a riqueza sabe que, até para explorar, o Brasil precisa de inclusão social, e não o contrário.

29 comentários:

  1. Perfeito texto!!!!
    Posição inteligente!

    ResponderExcluir
  2. Perfeito texto!!!!
    Posição inteligente!

    ResponderExcluir
  3. Precisamos de mais mulheres e homens, assim como ela. Nasceu milionária e não é uma patrícinha alienada. Pensa na pobreza, não é egoísta e é humilde de coração.
    Ela também é muito inteligente e sabe o que diz.
    Está de parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Pelo visto se realmente for como a reportagem a descreve só tenho que dizer que Nem tudo está perdido!

    ResponderExcluir
  5. Nem tudo está perdido! Uma mulher resolvida e solidária! Milagres existem

    ResponderExcluir
  6. Esse bando de coxinha alienados não sabem o quão é importante políticas de inclusão social e distribuição de renda para a economia de um país. Nenhum país pode se desenvolver plenamente se não houver uma distribuição de renda equilibrada, e isto não tem nada a ver com socialismo, é uma questão de inteligência. Um capitalista inteligente apoiaria uma política assim, não por ser bonzinho, mas por saber que pode ter mais lucros investindo em um mercado de consumo maior, pois, com uma maior distribuição de renda, maior é a capacidade de consumo da população, o que se traduz em maior demanda, aumentando as possibilidades de lucro para os empresários. Mas parece que a inteligência não é uma qualidade da nossa grande burguesia, que prefere mais ganhar dinheiro com o rentismo e o arrocho dos trabalhadores.

    ResponderExcluir
  7. Maria de Lourdes Siqueira Sousa11 de agosto de 2017 22:46

    Parabéns! Isso é saber ser rica! LULA 2018 sim��❤

    ResponderExcluir
  8. amei esta garota alem de ser linda e inteligente não pelo dinheiro que doou mais para mostrar aos brasileiros tontos idiotas que só assiste rede merda globo e não procura ver de verdade oque lula fez para os pobres e também para os ricos. beijos para vc querida Roberta

    ResponderExcluir
  9. Os coxinhas,são pobres descompreendidos... Ser Contra a esquerda,eles acham q dá "status" ...

    ResponderExcluir
  10. http://caviaresquerda.blogspot.com.br/2017/08/decisao-de-milionaria-de-ajudar-lula.html?m=1

    ResponderExcluir
  11. EU GOSTEI E DEFENDI SEMPRE QUE PRA TODOS GANHAREM E PRECISO INCLUSÃO SOCIAL PRO BOLO FICAR MAIOR ASSIM ATÉ LADRAO E EXPLORADORES TAMBÉM PEGAM O SEU QUINHÃO SUA PARTE.SEM DINHEIRO E SÓ CONFUSÃO E NINGUEM TEM RAZÃO.BOA ROBERTA VOCÊ É MUITO INTELIGENTE MENINA LINDA.ROBERTA VOCÊ TÁ NO ALTO-faz a diferença da o bom exemplo da vida pra nós brasileiros e o.mundo todo.parabens

    ResponderExcluir
  12. Ela sabe que quem sustenta a economia sao os menos favorecidos. Os ricos que sao poucos, pode e gostam de fazer compras nas lojas caras que o povo noa tem acesso, e nao faz diferenca para a economia de um pais.Muito elegante nao se refere ao povo como pobres `Nao cortar direitos sociais' disse.

    ResponderExcluir
  13. Roberta que Deus te de muitos anos de vida porque o resto você provou que tem de sobra, amor, compaixão, sensibilidade e principalmente solidariedade.

    ResponderExcluir
  14. Bravíssimo! Parabéns para essa jovem mulher que sabe e entende o que é ter dignidade!

    ResponderExcluir
  15. Essa foi uma das melhores matérias escritas por vocês sobre o cenário que divide o país. Parabéns!

    ResponderExcluir
  16. Ela sabe que não está ajudando somente o Lula, e sim o povo pobre, aqueles que treme na carne por justiça e igualdade, ajudando uma pessoa que luta pelos pobres está ajudando os pobres, parabéns a essa pessoa, já tenho grande admiração por ela

    ResponderExcluir
  17. Ela sabe que não está ajudando somente o Lula, e sim o povo pobre, aqueles que treme na carne por justiça e igualdade, ajudando uma pessoa que luta pelos pobres está ajudando os pobres, parabéns a essa pessoa, já tenho grande admiração por ela

    ResponderExcluir
  18. Ela sabe que não está ajudando somente o Lula, e sim o povo pobre, aqueles que treme na carne por justiça e igualdade, ajudando uma pessoa que luta pelos pobres está ajudando os pobres, parabéns a essa pessoa, já tenho grande admiração por ela

    ResponderExcluir
  19. Ela sabe que não está ajudando somente o Lula, e sim o povo pobre, aqueles que treme na carne por justiça e igualdade, ajudando uma pessoa que luta pelos pobres está ajudando os pobres, parabéns a essa pessoa, já tenho grande admiração por ela

    ResponderExcluir
  20. Ela sabe que não está ajudando somente o Lula, e sim o povo pobre, aqueles que treme na carne por justiça e igualdade, ajudando uma pessoa que luta pelos pobres está ajudando os pobres, parabéns a essa pessoa, já tenho grande admiração por ela

    ResponderExcluir
  21. Ela sabe que não está ajudando somente o Lula, e sim o povo pobre, aqueles que treme na carne por justiça e igualdade, ajudando uma pessoa que luta pelos pobres está ajudando os pobres, parabéns a essa pessoa, já tenho grande admiração por ela

    ResponderExcluir
  22. è uma das poucas pessoas poderosas HUMILDES que existem

    ResponderExcluir
  23. EXCELENTE REPORTAGEM ! CONCORDO PLENAMENTE PELA INCLUSÃO SOCIAL!

    ResponderExcluir
  24. Roberta Luchsinger tem grandeza de espírito.
    Mas não se falou mais de Mônica Iozzi; como está ela?

    ResponderExcluir
  25. Roberta Luchsinger tem grandeza de espírito.
    Mas não se falou mais de Mônica Iozzi; como está ela?

    ResponderExcluir
  26. Roberta Luchsinger tem grandeza de espírito.
    Mas não se falou mais de Mônica Iozzi; como está ela?

    ResponderExcluir