terça-feira, 16 de maio de 2017

Provas de que não há seletividade na justiça brasileira

Fernando Horta 

A gente já entendeu que NÃO há seletividade na justiça brasileira. Já entendemos isto, nem vou tocar no assunto. Então:

1) A lei de pedaladas servir para Dilma e não servir para Temer deve ser porque a presidenta era vista constantemente numa bicicleta e Temer nunca andou de outra coisa além de carro importado. 

2) O MP pedir a cassação da chapa Dilma-Temer, mas apenas Dilma ficar inelegível deve-se ao fato de ter-se um cheque nominal a Dilma e gravações do staff de Dilma falando em "acordão", "com supremo com tudo". 

3) O fato de Lula não poder ser ministro mas o Angorá sim, se deve à regra dos dez dedos, que consta na nossa constituição. 

4) O fato do filho de Eike e do próprio Eike estarem soltos ao passo que um negro preso portando pinho sol continuar na cadeia deve-se, obviamente, ao fato de os dois serem Batistas e as cadeias estarem representando um perigo à vida dos batistas em função das facções religiosas. A justiça sempre protegendo a vida do cidadão. 

5) O MP pedir indiciamento apenas baseado apenas em delação contra Lula e ter arquivado o caso do metrô de SP se deve ao fato de que as delações do caso metrô foram feitas por altos executivos estrangeiros claramente com vontade de destruir a nossa soberania. Delações falsas de estrangeiros não são aceitas pela nossa justiça que preza pelo conteúdo nacional e não faz acordo algum com outros países. "Brasil acima de tudo".

6) O MP chamar FHC de "senhor presidente" e Lula de "senhor Luís Inácio" se deve ao fato de o promotor ter nascido depois de 2006 e nunca terem lhe ensinado sobre história recente do brasil no colégio. 

7) Nossas cadeias estarem ocupadas, em mais de 65% com população negra só mostra que os negros são mais afeitos ao crime e a desonestidade. É a prova clara da superioridade moral branca que no século XIX não se conseguiu obter. 

8) Policiais pegos em chacinas serem inocentados por "legítima defesa" só mostra que a PM é uma instituição com altos valores morais e que preza pelo treinamento dos soldados em defesa da vida e que os mortos algemados ou de joelhos representavam um perigo à vida do soldado e precisaram ser alvejados pelas costas mesmo.

Os fatos são claros e não nos permitem imaginar que nosso judiciário é uma instituição de classe. Não é porque são majoritariamente brancos, cristãos, de classe média, provenientes de grandes cidades que devemos imaginar que isto poderia afetar suas decisões.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics