segunda-feira, 15 de maio de 2017

O estadista Bolsonaro


Luis Felipe Miguel

O Painel da Folha dá destaque à tentativa de Bolsonaro mudar sua imagem. E diz: "a ideia é construir um vestal de estadista para o deputado". 

Construir um vestal de estadista? Parece que a responsável pela coluna não conhece o sentido da palavra. Vestal era a virgem romana que cuidava do templo da deusa Vesta. Usa-se para falar de pessoa que quer passar por muito honesta. Certamente, o que os assessores de Bolsonaro querem é construir para ele uma implausível veste de estadista.

Páginas adiante, o jornal recupera o processo em que o então capitão Bolsonaro foi julgado no Supremo Tribunal Militar, em 1987. Não há nada de novo nas acusações; é da época em que Bolsonaro anunciava que ia praticar atos terroristas. A informação nova é o relato, nos autos, do comportamento do acusado, amedrontado feito um ratinho e pedindo desculpas a seus superiores. O que só confirma o que já se sabia: por trás de tanta bazófia se esconde um covardão.

A assessoria dele reagiu chamando a reportagem de "idiota", "imbecil" e "uma merda". Serão essas as vestes de estadista?

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics