sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Para onde vamos

Nilson Lage

Criado com um propósito determinado, o Estado policial, armado de arbítrio e prepotência, libera ondas de ódio que se espraiam e tende, se não o contiverem a tempo, a destruir aqueles que o invocaram.

Há muitos exemplos na História. O mais famoso é o Terror, na Revolução Francesa.

Geralmente, isso abre o caminho a algum Napoleão que se proclamará imperador, na etapa que chamam, por isso, de bonapartismo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics