domingo, 30 de outubro de 2016

O caos aguarda o Rio



Qualquer que seja o candidato eleito no Rio de Janeiro, o resultado será o caos. Crivella, identificado com o fundamentalismo religioso, enfrentará a resistência dos movimentos sociais, mas também do establishment, que não o considera um elemento de estabilidade política favorável aos negócios. Conflito religioso é algo que não interessa à burguesia. Se o eleito for Freixo, ele terá de governar com uma maioria de direita na Câmara dos Vereadores, o que significa buscar apoio do PMDB, P$DB, DEM e outras siglas, ou não conseguirá governar, nem aprovar qualquer projeto. Se ele fizer essa aliança, ficará desacreditado junto a seus eleitores e provocará forte crise no P$OL; se recusar alianças, não governará. A única certeza é o caos.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics